Fandom

Memória Alfa

Servindo toda a vida

660 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Servindo toda a vida
STP2 2.jpg
Série Star Trek: Phase II
Número 2
Título original To Serve All My Days
Data de lançamento 23 de novembro do 2006
Episódios
anterior
A primeira vitória
seguinte
Uma vida para lembrar

Servindo toda a vida é o segundo episódio da série fanon Star Trek: Phase II. Estreou-se em 23 de novembro do 2006.

Argumento Editar

Data estelar 6031.2. Atacado e danificado por naves klingons, o capitão James T. Kirk precisa do seu mais competente artilheiro na ponte da USS Enterprise. No entanto, acometido duma doença debilitante, que o envelhece precocemente, será que o senhor Chekov poderá ajudar o seu capitão?

Resumo detalhado Editar

72px-Portugu%C3%AAs.svg.png

Introdução Editar

Data estelar 6031.2. A nave USS Enterprise (NCC-1701) encontra-se em órbita sobre o planetóide neutro Babel, enquanto transportam-se os embaixadores da Federação que participaram numa importante conferência económica. Mas uma embaixadora, Rayna Morgan, prefere voltar numa lançadeira, que é pilotada por Pavel Chekov. Chevok e a embaixadora falam sobre o avô de Chekov, Dimitri, quem a conhecia e eram muito amigos. Então uma nave klingon, a Dark Destroyer, ataca a lançadeira. Chekov tenta evitar os klingons e esconde-se nuns asteróides dos anéis de Babel.

Acto 1 Editar

A lançadeira da Enterprise está a ser perseguida pela nave klingon, mas a Enterprise aparece e interpõe-se. A nave klingon contacta com a Enterprise, e apresenta-se o capitão Kargh, quem diz que passava a saudar amigavelmente, e a fazer práticas de tiro. Também diz que ultimamente têm visitado ocultos alguns planetas da Federação abandonados, e poderiam ser incorporações para o Império Klingon. James T. Kirk diz a Kargh que se tem de ir embora, e Kargh diz que já se verão de novo. O ecrã fecha-se, e Kirk diz que têm de dar as boas-vindas a Chekov e a embaixadora Morgan.

A lançadeira volta à Enterprise, e Chekov e Rayna Morgan sobem a bordo. Kirk apresenta os seus oficiais à embaixadora Morgan, e ordena a Chekov pôr rumo à Terra. Chekov diz à embaixadora Morgan que se verão mais tarde. A embaixadora Morgan então explica que não conseguiram nada nas sessões do Conselho, e o sistema de créditos da Federação afunda-se planeta depois de planeta. Tentá-lo-ão de novo em 6 meses, mas se não tiverem uma solução, a Federação ver-se-á numa queda.

Na ponte, Hikaru Sulu vai-se embora, e Vincent DeSalle diz a Chekov que fez um bom voo, e que não está tão qualificado para o leme como para a navegação. Chekov pergunta a DeSalle a sua qualificação de tiro, e resulta que Chekov lhe supera com diferença. Chekov acaba o turno, e jantará com a embaixadora Rayna Morgan. Chekov diz que só é um jantar. Então DeSalle detecta um objecto que lhes segue. Se calhar é uma nave, mas só foi um instante. Kirk ordena vigilância as 24 horas.

No jantar, Chekov fala do seu avô com Rayna, e revela que Dimitri estava apaixonado por ela. O jantar acaba, e os dois combinam que jantarão noutro dia. Chekov baixa a engenharia porque detectou um ligeiro desvio. Aparece uma descarga de energia, e Chekov protege a Montgomery Scott da descarga e recebe o impacto. Na enfermaria, Chekov não parece sofrer nenhum dano, e Leonard McCoy diz-lhe a Chekov para ficar na sua cabine, ou reter-lhe-á na enfermaria com sondas. Chekov aceita.

Na cabine de Chekov, ele começa a notar que o seu rosto está a envelhecer, e vai à enfermaria. Na ponte, Scott diz a Kirk que têm só um motor para dobra e impulso, mas estão a trabalhar para que voltem a funcionar. McCoy chama a Kirk e diz-lhe que venha à enfermaria o antes possível. Kirk deixa a ponte a Spock. Na enfermaria, explica que em Gamma Hydra IV, todos se expuseram à doença do envelhecimento. Uma subida de adrenalina fez escapar a Chekov do efeito, mas o seu corpo albergou a doença todo este tempo. Agora sofreu uma dose em massa de radiação, se desatou a doença e a terapia com hidronalina não funciona. Envelheceu 25 anos num dia, e McCoy diz que não o pode parar.

Acto 2 Editar

Chekov diz a McCoy que isto tem de ser reversível. Kirk diz a Chekov que deveria pensar em deixar os seus assuntos em ordem, pelo sim ou pelo não. Chekov quer voltar ao seu posto, e Kirk diz que o máximo que pode fazer é voltar à sua cabine. Na ponte, voltam a detectar o objecto, e é uma nave que se oculta e faz-se visível. Nyota Uhura chama à nave, mas não há resposta. Abrem um canal, porque Kirk acha que é Kargh, e diz que os fásers estão prontos e assim permanecerão. Kirk ordena o alerta amarelo.

Na cabine de Chekov, ele enfada-se pelo que lhe acontece, e atira a comida ao chão. Rayna vem falar com ele, e quer entrar. Rayna diz a Chekov que lamenta o que lhe está a acontecer, e Chekov enfada-se porque o sabe toda a nave. McCoy ainda está a buscar uma cura, e Scotty está a fazer progressos. Então a nave volta e revela-se que é klingon, e ataca a Enterprise. Activam o alerta vermelho, e Chekov quer voltar ao seu posto, mas Rayna diz que Kirk não lhe chamou. A Enterprise ataca a nave klingon, sem sucesso, e a nave klingon deixa a Enterprise danada.

Acto 3 Editar

A Enterprise perdeu fásers, mas tem torpedos. A nave klingon oculta-se e retira-se, e Kirk decide não atacar porque poderiam precisar dos torpedos. Spock diz que não têm fásers nem escudos, mas têm energia para manobrar lentamente. E têm baixas. Scott diz que os motores funcionam de novo, mas se quiserem entrar em dobra, perderão a energia para fásers e escudos. E se estiverem sem mover-se, terão essa energia. Podem fugir, ou ficar e lutar. Kirk ordena a Uhura emitir uma mensagem de auxílio.

A Enterprise decide ficar sem mover-se, enquanto Chekov começa a ver uma versão dele jovem quem lhe diz que quando Chekov houver morto, a sua versão nova substituir-lhe-á e ninguém se dará conta. Chekov (velho) diz que tem de ver o doutor McCoy, mas Chekov (jovem) convence-lhe para falarem um pouco. Os dois Chekovs começam a lembrar as suas aventuras, enquanto uma nave klingon diferente à que lhes atacou vem contactar com a Enterprise. Resulta que é Kargh, quem diz que a nave que lhes atacou não é klingon, e assegura-o «pela sua honra». Kirk não quer acreditar nele, mas Spock diz que para os klingons, a honra é mais importante do que as suas vidas, e poderia ser verdade. Kargh propõe transportar-se à Enterprise, e Kirk aceita.

Os dois Chekovs falam da sua carreira e como poderia acabar um serviço na Frota Estelar, até que Chekov (velho) pergunta por que é que a sua versão nova está aqui. Chekov (jovem) diz que quer que siga vivo através dele, e que actuou bem salvando a vida a Scott. Logo Chekov (velho) diz a Chekov (jovem) que é o melhor oficial de armamento que tem o capitão. Chekov (jovem) diz que é o melhor da Frota, e Kirk chamar-lhe-á. Na sala de reuniões, Kirk saúda a Kargh e começam a falar.

Os dois Chekovs tomam chá, e seguem lembrando e falando da sua carreira. Na sala de reuniões, Kirk diz a Kargh que só podem confiar na sua honra, e Kargh diz que sabem que a conferência em Babel foi inútil, e o ataque à Enterprise também o é. Só poderá ser de alguém que quiser culpar ao Império Klingon, e se calhar são os romulanos. Kirk diz que pode ser qualquer outro, e Kargh diz que por isso o descobrirão juntos, e dão-se a mão.

Acto 4 Editar

Kirk ensina a nave a Kargh, e ele diz que se chama Danger Stalker, mas é uma réplica duma nave klingon já que não existe essa nave na frota klingon. Mas os intrusos não querem que descubram a sua identidade, e poder-lhes-ão destruir e culpar ao Império Klingon do ataque. Então Kirk decide informar que a nave não é klingon, tendendo uma armadilha. Kargh volta à sua nave.

Rayna vem falar com Chekov, que já é muito velho. Ela informa da ajuda de Kargh, e Chekov diz que é uma piada russa. Chekov volta à enfermaria, e McCoy diz que não encontrou nada, e têm de avisar ao capitão. Kirk diz a Chekov que precisará dele, e que se apresente na ponte. Chekov vem lentamente à ponte, e a falsa nave klingon volta. A nave intrusa começa a atacá-los, e Chekov faz umas acrobacias e dispara, e com a ajuda da nave de Kargh, alcançam apanhar à falsa nave.

Kargh propõe abordar a falsa nave klingon porque desonraram o Império, e Kirk aceita. Então Rayna Morgan vem à ponte, e ela e Kargh descobrem que a nave é da Federação criada pelos Esterion, um dos sistemas com economia instável ao bordo do colapso. Mas fixaram a sua prioridade em inventos bélicos, e precisavam duma guerra. E conseguiram o dispositivo de camuflagem numa nave romulana que a Enterprise encontrou há 18 meses. O capitão da nave matou a toda a sua tripulação e nega-se a responder, e não sabem quem ajuda aos Esterion. Kirk decide levar a falsa nave klingon e o seu capitão à Terra para ser julgados. E Kargh despede-se.

Na cabine de Chekov, ele está deitado na cama, e recebeu muitas visitas. Rayna Morgan fala com Chekov, despedem-se, e Rayna dá-lhe um beijo. Logo vem o capitão Kirk, e diz a Chekov que é o melhor oficial da Frota Estelar. Chekov morre, e aparece ele e a sua versão jovem caminhando por um corredor, e logo desaparecem do corredor.

Acto especial Editar

Chekov acorda jovem, sem franzes de velho, ri e diz que bebeu muito Vodka e tudo foi um sonho. E o episódio termina.

72px-Brasil.svg.png

Introdução Editar

Data estelar 6031.2. A nave USS Enterprise (NCC-1701) está em órbita sobre o planetoide neutro Babel, enquanto são transportados os embaixadores da Federação que participaram em uma importante conferência econômica. Mas uma embaixadora, Rayna Morgan, prefere voltar em uma nave auxiliar, que é pilotada por Pavel Chekov. Chevok e a embaixadora falam sobre o avô de Chekov, Dimitri, quem conhecia ela e eram muito amigos. Então uma nave klingon, a Dark Destroyer, ataca a nave auxiliar. Chekov tenta evitar os klingons se escondendo em uns asteroides dos anéis de Babel.

Ato 1 Editar

A nave auxiliar da Enterprise está sendo perseguida pela nave klingon, mas a Enterprise aparece e se interpõe. A nave klingon contata com a Enterprise, e é apresentado o capitão Kargh, quem diz que está saudando amigavelmente, e fazendo práticas de tiro. Também diz que ultimamente têm estado visitando ocultos alguns planetas da Federação abandonados, e poderiam ser incorporações para o Império Klingon. James T. Kirk diz a Kargh que tem que ir embora, e Kargh diz que se voltarão a ver. A tela é fechada, e Kirk diz que têm que dar as boas-vindas a Chekov e a embaixadora Morgan.

A nave auxiliar volta à Enterprise, e Chekov e Rayna Morgan sobem a bordo. Kirk apresenta seus oficiais à embaixadora Morgan, e ordena a Chekov pôr rumo à Terra. Chekov diz à embaixadora Morgan que se verão mais tarde. A embaixadora Morgan então explica que não conseguiram nada nas sessões do Conselho, e o sistema de créditos da Federação se afunda planeta depois de planeta. O tentarão de novo em 6 meses, mas se não tiverem uma solução, a Federação se verá em uma queda.

Na ponte, Hikaru Sulu vai embora, e Vincent DeSalle diz a Chekov que fez um bom voo, e que não está tão qualificado para o leme como para a navegação. Chekov pergunta a DeSalle sua qualificação de tiro, e resulta que Chekov lhe supera com diferença. Chekov acaba o turno, e jantará com a embaixadora Rayna Morgan. Chekov diz que só é um jantar. Então DeSalle detecta um objeto que lhes segue. Talvez é uma nave, mas só foi um instante. Kirk ordena vigilância as 24 horas.

No jantar, Chekov fala de seu avô com Rayna, e revela que Dimitri estava apaixonado por ela. O jantar acaba, e os dois combinam que jantarão em outro dia. Chekov baixa a engenharia porque detectou um ligeiro desvio. Aparece um download de energia, e Chekov protege a Montgomery Scott do download e recebe o impacto. Na enfermaria, Chekov não parece sofrer nenhum dano, e Leonard McCoy lhe diz a Chekov para ficar em sua cabine, ou lhe reterá na enfermaria com sondas. Chekov aceita.

Na cabine de Chekov, ele começa a notar que seu rosto está envelhecendo, e vai à enfermaria. Na ponte, Scott diz a Kirk que têm só um motor para dobra e impulso, mas estão trabalhando para que voltem a funcionar. McCoy chama a Kirk e diz para vir à enfermaria o antes possível. Kirk deixa a ponte a Spock. Na enfermaria, explica que em Gama Hydra IV, todos se expuseram à doença do envelhecimento. Uma subida de adrenalina fez escapar Chekov do efeito, mas seu corpo albergou a doença todo este tempo. Agora sofreu uma dose em massa de radiação, se desatou a doença e a terapia com hidronalina não funciona. Envelheceu 25 anos em um dia, e McCoy diz que não pode parar isso.

Ato 2 Editar

Chekov diz a McCoy que isso tem que ser reversível. Kirk diz a Chekov que deveria pensar em deixar seus assuntos em ordem, por se talvez. Chekov quer voltar em seu posto, e Kirk diz que o máximo que pode fazer é voltar à sua cabine. Na ponte, voltam a detectar o objeto, e é uma nave que se oculta e se faz visível. Nyota Uhura chama à nave, mas não há resposta. Abrem um canal, porque Kirk acha que é Kargh, e diz que os fêiseres estão prontos e assim permanecerão. Kirk ordena o alerta amarelo.

Na cabine de Chekov, ele fica irritado pelo que está acontecendo com ele, e lança a comida ao chão. Rayna vem falar com ele, e quer entrar. Rayna diz a Chekov que lamenta o que está acontecendo com ele, e Chekov fica irritado porque sabem isso toda a nave. McCoy ainda está buscando uma cura, e Scotty está fazendo progressos. Então a nave volta e revela que é klingon, e ataca a Enterprise. Ativam o alerta vermelho, e Chekov quer voltar para seu posto, mas Rayna diz que Kirk não lhe chamou. A Enterprise ataca a nave klingon, sem sucesso, e a nave klingon deixa a Enterprise danada.

Ato 3 Editar

A Enterprise perdeu fêiseres, mas tem torpedos. A nave klingon é ocultada e retirada, e Kirk decide não atacar porque poderiam precisar dos torpedos. Spock diz que não têm fêiseres nem escudos, mas têm energia para manobrar lentamente. E têm baixas. Scott diz que os motores funcionam de novo, mas se quiserem entrar em dobra, perderão a energia para fêiseres e escudos. E se estiverem sem se mover, terão essa energia. Podem fugir, ou ficar e lutar. Kirk ordena a Uhura emitir uma mensagem de auxílio.

A Enterprise decide ficar sem se mover, enquanto Chekov começa a ver uma versão dele jovem quem lhe diz que quando Chekov morrer, sua versão nova lhe substituirá e ninguém se inteirará. Chekov (velho) diz que tem que ver o doutor McCoy, mas Chekov (jovem) lhe convence para falarem um pouco. Os dois Chekovs começam a lembrar suas aventuras, enquanto uma nave klingon diferente à que atacou vem contatar com a Enterprise. Resulta que é Kargh, quem diz que a nave que atacou a Enterprise não é klingon, e assegura isso «por sua honra». Kirk não quer acreditar nele, mas Spock diz que para os klingons, a honra é mais importante do que suas vidas, e poderia ser para valer. Kargh propõe se transportar à Enterprise, e Kirk aceita.

Os dois Chekovs falam de sua carreira e como poderia acabar um serviço na Frota Estelar, até que Chekov (velho) pergunta por que é que sua versão jovem está aqui. Chekov (jovem) diz que quer que siga vivo através dele, e que atuou bem salvando a vida a Scott. Depois Chekov (velho) diz a Chekov (jovem) que é o melhor oficial de armamento que tem o capitão. Chekov (jovem) diz que é o melhor da Frota, e Kirk irá lhe chamar. Na sala de reuniões, Kirk saúda a Kargh e começam a falar.

Os dois Chekovs tomam chá, e seguem lembrando e falando de sua carreira. Na sala de reuniões, Kirk diz a Kargh que só podem confiar em sua honra, e Kargh diz que sabem que a conferência em Babel foi inútil, e o ataque à Enterprise também é. Só poderá ser de alguém que quiser culpar ao Império Klingon, e talvez sejam os romulanos. Kirk diz que pode ser qualquer outro, e Kargh diz que por isso descobrirão isso juntos, e se dão a mão.

Ato 4 Editar

Kirk ensina a nave a Kargh, e ele diz que se chama Danger Stalker, mas é uma réplica de uma nave klingon já que não existe essa nave na frota klingon. Mas os intrusos não querem que descubra sua identidade, e podem lhes destruir e culpar ao Império Klingon do ataque. Então Kirk decide informar que a nave não é klingon, tendendo uma armadilha. Kargh volta para sua nave.

Rayna vem falar com Chekov, que já é muito velho. Ela informa da ajuda de Kargh, e Chekov diz que é uma piada russa. Chekov volta à enfermaria, e McCoy diz que não encontrou nada, e têm que avisar ao capitão. Kirk diz a Chekov que precisará dele, e que se apresente à ponte. Chekov vem lentamente à ponte, e a falsa nave klingon volta. A nave intrusa começa a atacá-los, e Chekov faz umas acrobacias e dispara, e com a ajuda da nave de Kargh, conseguem pegar a falsa nave.

Kargh propõe abordar a falsa nave klingon porque desonraram ao Império, e Kirk aceita. Então Rayna Morgan vem à ponte, e ela e Kargh descobrem que a nave é da Federação criada pelos Esterion, um dos sistemas com economia instável à beira do colapso. Mas fixaram sua prioridade em inventos bélicos, e precisavam de uma guerra. E conseguiram o dispositivo de camuflagem em uma nave romulana que a Enterprise encontrou há 18 meses. O capitão da nave matou toda sua tripulação e se nega a responder, e não sabem quem ajuda aos Esterion. Kirk decide levar a falsa nave klingon e seu capitão à Terra para ser julgados. E Kargh despede-se.

Na cabine de Chekov, ele está deitado na cama, e recebeu muitas visitas. Rayna Morgan fala com Chekov, se despedem, e Rayna beija ele. Depois vem o capitão Kirk, e diz a Chekov que é o melhor oficial da Frota Estelar. Chekov morre, e aparece ele e sua versão jovem caminhando por um corredor, e depois desaparecem do corredor.

Ato especial Editar

Chekov desperta jovem, sem franzes de velho, ri e diz que bebeu muito Vodka e todo foi um sonho. E o episódio termina.

Elenco Editar

Principais Editar

Convidados Editar

  • Walter Koenig como Pavel Chekov (velho)
  • Mary Linda Rapelye como Embaixatriz Rayna Morgan
  • Mari Okumara como Assistente Okuda

Baixadas Editar

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória